quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Ser verdadeiro

      A maior busca do ser humano deve ser a busca por si mesmo , ou ao menos a busca pela possibilidade de ser e ao ser usufruir a sua própria essência , a sua própria vida ... Vivemos em uma sociedade que não somente exemplifica a mentira como sendo verdade , como propala a mentira , como única alternativa. As relações humanas baseiam-se na fragilidade da condição humana intoxicada por um meio de subtração da verdade , assim , um simples bom dia , ou quem sabe aturar indivíduos , com aquela educação ou comodismo  , de não imputar-lhes o seu real significado para nós mesmos , isto , sem querer julgar , "ipso facto" ,  é a realidade , existem pessoas tão acomodadas a sociedade que fazem de suas insignificâncias , uma peste dissimiladora de sua própria sombra... Incrível , como a maior parte das pessoas não percebem , que a origem da maior parte das doenças vem dessa condição de falsidade e insatisfação , como a maior parte dos relacionamentos baseiam-se no comodismo e na dependência e não no amor e companheirismo. Ter que aturar a falsidade , o falso amigo , o amigo por interesse , o que pensa que é amigo e vem com as mãos falantes , mãos que tocam os ombros , os braços , não isso não é carinho , é necessidade de domínio... Como é difícil encontrar um ser humano verdadeiramente essencial , com o sentimento pronto para sentir , que tenha a satisfação de sentir-se bem em sua presença e que a recíproca seja verdadeira... A vitalidade responde diretamente a qualidade das relações que mantemos e a saúde responde diretamente ao direcionamento de nossas vitalidades , procure absorver , neste mundo , o que a evolução do universo espera , procure absorver o amor , o companheirismo , o sentir-se bem , não compartilhe com falsos sorridentes , a sua vitalidade , a sua vida , ignore , nem tente mostrar-lhes o caminho , vá em direção ao seu ser... Este mundo tem imensas armadilhas e não importa se aqueles que vivem nas sombras vivem , por medo de serem , por medo da luz , por medo da própria essência , não atribua pena , a si mesmo ,  fardo que te conduz ao mais fundo abismo , atribua conhecimento e distância , dê forças para quem merece tê-la , agora ! Alguém poderia colocar : Qual é o crivo desse juízo de valor sobre outros , como posso arrogar julgar pessoas ? Simples , é visível quem é verdadeiro e quem não é verdadeiro , não é uma questão de julgar , é uma questão prática de viver e deixar morrer - como cantada pela música dos beatles - e não de deixar de viver e morrer junto... Em magia existe algo chamado moto mágico , moto ou nome mágico é a preservação do mago frente a imagem distorcida que vem do exterior , em outras palavras , quero dizer : Transforme a sua vida em pérolas e não distribua aos porcos , ou guarde tudo aquilo que tu és e somente compartilhe com a pessoa , ou pessoas certas ... Morda a boca antes de chamar alguém de amigo , ou sinta a reciprocidade antes de chamar alguém de amor... Sociedade de egoísmos e sociedade de consumo , aonde somos o insumo de uma fabricação insossa de nós mesmos , uma imagem espectral e feia de todos os nossos sonhos perdidos , deixar de sorrir , deixar de amar , deixar de usufruir a vida é o mesmo que morrer na incompreensão de si mesmo , é perder o sentido ... Mas alguém poderia colocar , que coloco aqui a intransigência , não , de forma alguma , coloco sim o brilho maior do ser , sorria para todos , pois sorria antes para si mesmo , mas a partir do momento que alguém vem para apagar-lhe o sorrir , apague-o antes do seu ser , do seu convívio , da sua vitalidade...
Luiz Grimaldi